Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Booklovers

Escritores. Um projecto fotográfico de Fernando Dinis

The Booklovers

Escritores. Um projecto fotográfico de Fernando Dinis

Maria Inês de Almeida

DSC_2768.jpgDSC_2634.jpg

DSC_2664_1.jpgDSC_2702_1.jpgDSC_2716_1.jpgDSC_2725.jpg

Maria Inês Almeida nasceu em Lisboa, em 1978. Jornalista de formação (Universidade Católica Portuguesa), dedica-se à autoria de livros infanto-juvenis. Recebeu o Prémio Revelação do Clube de Jornalistas em 2005. Foi sempre freelancer.

Publicou Contos Pouco Políticos, recolhendo histórias para crianças escritas por políticos, e, como autora, Sabes que também podes ralhar com os teus pais?, Sabes onde é que os teus pais se conheceram? e Quando eu for… Grande (que integra o Plano Nacional de Leitura, foi nomeado em 2011 como um dos três candidatos ao prémio do melhor livro infanto-juvenil da Sociedade Portuguesa de Autores e foi traduzido em 2013 para castelhano. Também vai ser publicado na China).  Os dois últimos títulos figuraram na lista “100 livros para o futuro” apresentada por Portugal como convidado de honra à Feira Internacional do Livro Infantil de Bolonha em 2012. 

Escreveu cinco biografias (de Amália Rodrigues, Almeida Garrett, Michael Jackson, Amélia Rey Colaço e Almada Negreiros) para a coleção juvenil Chamo-me…, o texto das bandas desenhadas O estranho caso da 3 professoras, Festival de Verão em risco! e Eleições na escola  (também incluídas no PNL) para a Liga Portuguesa Contra o Cancro e ainda Vicente em viagem... a caminho do Rally de Portugal, publicado pelo Automóvel Club de Portugal como o seu primeiro livro de prevenção rodoviária infantil (igualmente no PNL). Também para o ACP eno PNL está o livro O júnior na Cidade (versão 1º ciclo e versão pré-escolar). 

Em parceria com Joaquim Vieira, é coautora da colecção juvenil Duarte e Marta (igualmente no PNL), de que já foram publicados seis volumes.

Publicou Quanto tempo dura a tua Cara?, A Casinha de Bonecos, Pais à escolha num Centro Comercial Perto de Ti, Quando é que eu passei a acreditar no Pai Natal?, A Última Árvore, História do Sporting para Leões eLeõezinhos e ainda Deus É Amigo do Homem-Aranha, uma recolha de frases de crianças portuguesas sobre os mais diversos temas.

Em Dezembro de 2013, deslocou-se a Timor-Leste para o pré-lançamento do seu livro Teki na Ginástica, escrito no âmbito de um projecto de incentivo à leitura entre as crianças timorenses. 

E em 2014 visitou também algumas escolas portuguesas em Boston, New Bedford e Taunton. 

Manteve na revista de domingo do Correio da Manhã uma crónica semanal intitulada «Anda uma mãe a criar um filho...» que deu origem ao livro Coração de Mãe nunca se engana.  

As Nuvens , José, come a Sopa; José vai à praia; José vai ao médico e o livro A admirável aventura de Malala (também no PNL) são os seus livros mais recentes.

Tem o blogue ondevamoshoje.blogs.sapo.pt, destinado a apresentar propostas diárias de diversão e ocupação dos tempos livres para as crianças.


 

© Fernando Dinis - All rights reserved 

Tiago Salazar

DSC_2487.jpgDSC_2490.jpgDSC_2493.jpgDSC_2492.jpgDSC_2468.jpgDSC_2512.jpg

Tiago Salazar nasceu em Lisboa em 1972. Formou-se em Relações Internacionais e estudou Guionismo e Dramaturgia em Londres. É doutorado em Turismo, no Instituto de Geografia, na Faculdade de Letras de Lisboa. Trabalha como jornalista desde 1991, tendo publicado, entre outros títulos, no Diário de Notícias, Grande Reportagem, Vogue e na revista Egoísta. Foi vencedor do prémio Jovem Repórter do Centro Nacional de Cultura, em 1995. Em 2010 foi bolseiro da Fundação Luso-Americana, em Washington, ao abrigo da Bolsa José Rodrigues Miguéis. Actualmente é jornalista freelancer e formador na área da escrita e literatura de viagens. Foi ainda autor e apresentador do programa de viagens «Endereço Desconhecido», RTP2.

© Fernando Dinis - All rights reserved 

Francisco José Viegas

DSC_2335.jpgDSC_2346.jpg

DSC_2348.jpgDSC_2336.jpgDSC_2356.jpgDSC_2342.jpg

 

Francisco José Pereira de Almeida Viegas (Pocinho, Vila Nova de Foz Coa, Vila Nova de Foz Coa, 14 de março de 1962) é um escritor, editor, jornalista e político português.

Viveu até aos oito anos no Pocinho, hoje a última paragem ferroviária do Douro. Mudou-se para Chaves quando os pais, professores primários, foram ali colocados..

Licenciou-se em Estudos Portugueses, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, em 1983, e foi assistente de Linguística, na Escola de Ciências Sociais da Universidade de Évora, até 1987.

Deixou o ensino para se dedicar ao jornalismo, tendo feito parte da redacção de vários títulos da imprensa portuguesa, como o Jornal de Letras, Expresso, Semanário, O Liberal, O Jornal, Se7e, Diário de Notícias, O Independente, Record, Visão, Notícias Magazine, Elle, Volta ao Mundo e Oceanos (de que foi editor). Foi director das revistas LER e Grande Reportagem, bem como da Gazeta dos Desportos. Ocupou o cargo de director da Casa Fernando Pessoa, entre 2006 e 2008, que abandonou para regressar à direcção da LER, onde se mantém. Na televisão, foi autor e apresentador dos programas Escrita em Dia (SIC), Falatório (RTP2), Ler Para Crer (RTP2), Prazeres (RTP1), Um Café no Majestic (RTP2), Primeira Página (RTP1), Livro Aberto (RTP-N) e Nada de Cultura (TVI24). Apresentou Escrita em Dia na Antena 1, tendo sido um dos elementos fixos do programa A Torto e a Direito na TVI24.

Além do jornalismo, Francisco José Viegas, tem publicado obras de poesia, romance, conto, uma peça de teatro e relatos de viagens. O seu romance policial Longe de Manaus (2005) valeu-lhe o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores. É editor da Quetzal e autor do blogue A Orig

em das Espécies. Homem religioso, abandonou o catolicismo da sua tradição familiar e aproximou-se do judaísmo, religião dos seus antepassados, numerosos em Vila Nova de Foz Côa.

A sua obra está publicada no Brasil, França, República Checa, Alemanha, Itália e Colômbia.

A 10 de Junho de 2009, foi feito Grande-Oficial da Ordem do Mérito.

Nas eleições legislativas de 2011, foi eleito deputado (independente, integrado nas listas do PSD) pelo círculo de Bragança. Foi nomeado Secretário de Estado da Cultura do XIX Governo Constitucional, cargo que até então tinha tido o grau de Ministério.
 
 © Fernando Dinis - All rights reserved 

João Tordo

DSC_2132.jpgDSC_2145.jpg

DSC_2138.jpgDSC_2105.jpgDSC_2163.jpgDSC_2143.jpg

 

João Tordo nasceu em Lisboa em 1975. Formado em Filosofia pela Universidade Nova de Lisboa, trabalhou como jornalista freelancer em vários jornais. Viveu em Londres e nos Estados Unidos. Em 2001, venceu o Prémio Jovens Criadores na categoria de Literatura e, mais tarde, o Prémio Literário José Saramago 2009 com As Três Vidas (2008), tendo sido finalista, com o mesmo romance, do Prémio Portugal Telecom, em 2011. Com o romance O Bom Inverno, publicado em 2010, foi finalista do Prémio Melhor Livro de FicçãoNarrativa da Sociedade Portuguesa de Autores e do Prémio Fernando Namora; a tradução francesa integrou os finalistas da 6.ª edição do Prémio Literário Europeu. Da sua obra publicada constam ainda os romances: O Livro dos Homens sem Luz (2004), Hotel Memória (2007), Anatomia dos Mártires (2011), finalista do Prémio Literário Fernando Namora 2012, e O Ano Sabático (2013). Os seus livros estão publicados em vários países, incluindo França, Itália, Alemanha e Brasil. "Biografia involuntária dos amantes" (2014) é o seu sétimo romance. Em 2015, publica o romance O Luto de Elias Gro.

 © Fernando Dinis - All rights reserved

Agradecimentos: Ler Devagar

Filipa Martins

 

 

DSC_1991.jpg

DSC_2077.jpgDSC_2040.jpg

DSC_2078.jpg

DSC_2080.jpg

DSC_2079.jpg

Filipa Martins (1983) é uma jornalista e escritora portuguesa. Recebeu o Prémio Revelação, em 2004, na categoria de ficção, pela Associação Portuguesa de Escritores (APE), pelo seu livro Elogio do Passeio Público. O seu segundo romance chama-se Quanta Terra (2008). Recebeu ainda o prémio Jovens Criadores do Clube Português de Artes e Ideias. Publicou o terceiro romance Mustang Branco em setembro 2014, na Quetzal Editores.

 

 © Fernando Dinis - All rights reserved